13 julho, 2009


Eu sou inverno, primavera, verão e outono. Sou a tristeza do fim de tarde, a alegria do meio dia e a esperança do amanhecer. Sou Cássia Eller, Adélia Prado e muitas vezes Cecília e Doris. E por puro medo eu não digo: eu sou Clarice. Sou Beatriz, Iray e Marília. Sou todo o mar do Guaibim, sou meu pai na rede e os passarinhos. Sou Maurício e sou Antônio. Sou pinha, tangerina, caju e seriguela. Acarajé, vatapá e camarão. Sou Ubaíra, os primos e os recantos secretos, as frutas, os bichos, a terra, os jornais, meu avô. Sou andar de bicicleta, em bando, no Parque de Pituaçu. Sou banho de chuveiro, banheira, piscina, rio, lagoa, mar, cachoeira. Sou água. Sou flor. Sou espinho, sou ardência. Sou medo de assombração. Sou sala de aula, burburinho e mil sentimentos. Sou as crianças se perguntando: por quê? Sou conversa com os amigos, sou dançar com eles. Sou dança. E música bem alta. Sou café bem feito. Sou viagem à noite, de carro, a estrada cortando escuridão e silêncio. Sou a emoção nos olhos do meu amado. Sou beijo e abraço, sono enroscado, sou brigadeiro e sessão da tarde e sou adeus,

M.

14 comentários:

Andréia M. G. disse...

Que texto lindo! :-)

aeronauta disse...

Realmente, muito lindo!

Mani disse...

Ah, sou seriguela também...beijos

maria guimarães sampaio disse...

Estou sem ar. Lindo, lindíííííssimo!

Renata Belmonte disse...

Você também é puro encantamento.
bjs

Gerana Damulakis disse...

Bela síntese, sem afetação alguma; desde logo, foi a poeta quem escreveu. Muito bacana.

Chorik disse...

És Martha Galrão. Isso diz tudo!

Lidi disse...

Lindo!

Nilson disse...

Graaaaaande! Belíssima enumeração. Sou ... seu fã!

Edu O. disse...

Que beleza ser você!

Clóvis Campêlo disse...

Sensibilidade pura, baiana. Um quindim.

Aroeira disse...

muito muito muito bom!

Juan Trasmonte disse...

E você também é o nosso encanto de te ler.

Litza disse...

Lindo e comovente!
beijos

A Chuva de Maria

A Chuva de Maria

Muadiê Maria

Muadiê Maria