11 abril, 2009

Da série: Reminiscências

Leila e vó Brasília





Não contente com minhas avós, Guiomar e Mariazinha, eu peguei pra mim, vó Brasília.
Vó Brasília era baixinha, usava óculos grossos e vivia com tia Mariana, sua irmã, em uma casa perto do Retiro de São Francisco. Pelo tamanho, pelo jeitinho, ela sempre manteve o ar de menina. Na casa de vó Brasília comíamos maniçoba e ouvíamos sua voz suave e ao mesmo tempo forte.
Existiu uma época em que vó Brasília morou, sozinha, em um apartamento perto do Colégio Bom Pastor. Eu e Leilinha éramos ainda crianças e íamos dormir com ela. Com expressão sapeca ela nos convidava pra "fazer uma fumacinha", e retirava de debaixo do colchão uma carteira de cigarros. Fumávamos as três juntas num ritual meio tribal.
Vó Brasília deixou saudade.
M.

3 comentários:

maria guimarães sampaio disse...

Linda vó Brasília! Já gosto de avó.

Cris disse...

É tão bom ter uma avó,pena que só conheci uma e ela morreu quando tinha 7 anos. è uma inveja boa. Ah! mais coincidências eu conheço a Leila da foto.

Cris disse...

É tão bom ter uma avó,pena que só conheci uma e ela morreu quando tinha 7 anos. É uma inveja boa. Ah! mais coincidências eu conheço a Leila da foto.

A Chuva de Maria

A Chuva de Maria

Muadiê Maria

Muadiê Maria