09 outubro, 2007

Poesia na boca da noite

Queria te contar meu silêncio
mas silêncio é pedra e não fala.
É tarde.
Coloquei silêncio nos bolsos
caminhei para o mar.
Longe e fundo me situo
Ninguém poderá me encontrar.

Martha Galrão

Martha Galrão ( www.mariamuadie.blogspot.com) é a poeta que vai se apresentar – ao lado de Wesley Correia – no Projeto Poesia na Boca da Noite , no próximo dia 16 de outubro (terça-feira), às 20 horas, no Restaurante Grande Sertão, em Salvador.

Martha Galrão é baiana, filha de Ramon e Iray; irmã de Antônio, Maurício e Marília; mulher de Haroldo e mãe de Beatriz. Professora e poeta, seu maior sonho é "um dia ser índia, viver pelada, / pintada de verde, / num eterno domingo..."

40 comentários:

Priscila Abrantes disse...

Muito Bonito!
Estarei lá.
Bjos.

Calvino disse...

Poetamiga Martha,
Muito bom, bom mesmo! Será que foi esse mineral duro e sólido que o poeta mineiro Drummond viu no meio do caminho? Você baiana, envolveu-nos completamente com o silêncio da natureza. Parabéns e sucesso no Projeto Poesia na Boca da Noite!
Beijos,
Calvino do Recife

Luciana disse...

Lá estaremos! Beijos,

Artemis disse...

AMEI QUERIDA PARABÉNS, NÃO DEIXE EU ESQUECER A DATA, MAIS UMA ARTISTA NA
FAMÍLIA
HEN HEN HEN BEIJOS

SKB disse...

Perdão. Mas com esse rostinho lindo, podes ficar em silêncio o quanto quiseres! Iremos te encontrar com certeza!!! Votos de sucesso na apresentação. SKB

Tânia disse...

Marthinha!
Só tenho a endossar as palavras do sábio Kalil!
Beijim e sucesso - já com a Antologia nas mãos!
Tânia

Aline disse...

Marthinha é poesia pura!!!

Parabéns e muito sucesso!!!

Beijos!

Gerlane disse...

Lindo, lindo, lindo, Martha!

Parabéns, sucesso e abraços!

Gerlane

NAMIBIANO FERREIRA disse...

Bonito... adorei seu poema e tambem seu sonho, vai ver na proxima reencarnacao volta a ser india...
Vou por um link no meu blog!
Namibiano

papalagui disse...

Parabéns, Martha e que corra tudo muito bem :-)

Teresa disse...

Martha,

Que bom escutar seu SILÊNCIO essa manhã.

Um beijo,

Teresa

Anônimo disse...

querida amiga!

ouço teu silêncio e penso que neste lugar distante e inatingível podes encontrar paz (às vezes encontro paz da solidão do meu silêncio).
dia 16 está chegando e eu QUERIA MUITO poder ir te ver e ouvir, mas sentirei de longe e viverei sua alegria, sua vitória.
você é grande.
você é poeta.
você é linda.
beijo grande.
suzi

Salve Jorge disse...

Gostaria deveras de lá estar
E acrescentar meu silêncio
Mais retumbante
Para lhe exaltar...

Kim disse...

"O céu não nos dá respostas, mas há uma cumplicidade entre ele e
cada um de nós. Nessa relação, a privacidade e ,consequentemente , a subjectividade de cada um, e do próprio céu, é respeitada e
reservada."
DIREI EU QUE SE RESERVE TEU ESPAÇO, NO SUCESSO DE TUA INICIATIVA.
DAQUI EMPURRAREI A NUVEM ALADA, AQUELA A DA PALAVRA, TE APOIANDO
KimdaMagna

Clóvis disse...

Sucesso, Martha.
E fale em nome do PI.
Os livros estarão seguindo amanhã.
Abraços
Clóvis Campêlo

Raiça Bomfim disse...

Brigada por enviar de longe, do mar-silêncio, essas palavras de mar e silêncio. Lindo.


Fui lá ontem, crente que era ontem que ia rolar. Fiquei toda borocochô quando percebi o engano. Vou sapatear quanto for preciso pra conseguir sair do ensaio mais cedo na próxima terça tb. Por falar nisso, vocês ficam lá até que horas mais ou menos? Tem idéia?

Grande abraço.

Lucas disse...

Matrha,

Te encontro
ao encontrar
o mar.

Beijão.

Goulart disse...

À sua altura, poemusa!

Verônica disse...

Que suave é o Silêncio de Martha!
Que linda é você, a Dona da Noite.
Boa sorte amiga!!
Verônica

Claudia disse...

PARABÉNS, POETAMARTHA
JÁ ENVIEI PARA O MAILING TRILHAS/PLATA!
VOCÊ ESTÁ PINTANDO UM LINDO ABISMO!
SUCESSO SEMPRE E MAIS!
GO ON!
SUA FÃ E AMIGA,
CLAU

Salve Jorge disse...

Ei de estar
Irei somar
Aparecer em Salvador
Só pra lhe prestigiar
Afinal tens na arte o ardor
Mais raro de se mensurar
Só me faça o favor
De seguir a me contemplar
Minha vaidade arranhar
Com o furor da tua poesia
De tão imensurável maestria
Que só me resta adimirar...

SANDRO ORNELLAS disse...

Quero muito ir, mas terei que levar um anarco-punk de 5 anos que faz muita zoada e é impaciente. De qualquer modo, acho que vai se divertir.

cacos meus botoes disse...

Martha, obrigada pela visita, vou estar sempre dando uma olhadinha no seu Maria Muadié. Parabéns pelo blog, de muito bom gosto, e sucesso na sua apresentação. Abraço, christiana fausto

cacos meus botoes disse...

desculpe, martha, é para dar a boa nova que vou scanear o poema "O Seixo" e deixá-lo disponível no meu blog. Só me dá um tempinho. Beijos, c.

Ramon de Alencar disse...

...
-É o mesmo silêncio com que ficaram as palavras ausentes.

Ah, se o Ceará fosse mais perto, certamente eu iria ver de tuas palavras faladas.

Kátia Borges disse...

Lindo poema, Martha. Bjs

Bosco Sobreira disse...

Belo silêncio, belo poema, Poeta!
Um beijo afetuoso.

LIRIS LETIERES disse...

Eu vouuuuuuuuuuu!!!!!!!!!!!!
Mas não tem silêncio certo! Vou é fazer muito barulho!
MARTINHA! MARTINHA!!!!!!!!!!!!!!!!
URRUUUUUUUUUUUU!!!!!!!!!
Lá da mesa "maleducada"....
Te adoro!

Silvia disse...

Que bom, Martha.
Vou fazer tudo pra ir te ver.
Sucesso, Poeta.
um beijo grande,
Silvia

Urariano Mota disse...

Acaba de falecer o grande, extraordinário poeta Alberto da Cunha Melo. Em meu blog http://urarianoms.blog.uol.com.br/ há uma nota.

Abrantes disse...

Confirmo presenço, eu e nossas filhas. Levarei máquina fotográfica no bolso.

Haroldo, teu.

Anônimo disse...

MartHinha,

DIVIRTA-SE !!!!!

Gd bj


B

FINA FLOR disse...

Uau, cheguei em tempo de desejar boa sorte.........

sorte, flor e aproveite!

beijos e boa semana

MM.

Du Domeneghetti disse...

olá,conheci sua obra através do amigo Jusberto Cardoso, amei...

Parabéns

beijus gigantes de paz

Marcelo Fonseca disse...

Martha, parabéns! Lindo poema! Desejo-lhe sucesso hoje no Projeto Poesia na Boca da Noite.

Mani disse...

Vixe Maria! Martha, voce é linda!!!! E como escreve bem, benzadeus!!!

Lilia disse...

Fiquei sem poesia nesta noite, não pude estar com você...
Preciso de novas oportunidades !
bjos

*Sr°Jãum* disse...

Poxa...
Essa foto e o texto sobre silêncio toca no fundo.
Não sei,mas adorei.Acho que estou passando por tantos problemas,q eu queria estar nessa foto,e dentro desse poema,mas mesmo assim,ele me assusta,me agridi!
Poxa poxa...
aff

bjok

*Sr°Jãum* disse...

Publiquei esse poema nao meu blogger...tudo bem?
bju

Koluki disse...

Um pouco atrasados, mas aqui ficam os meus parabens. Belas fotos, bela poesia. Como gostaria de la' ter estado...
Sabe, houve um tempo em que partilhava seu sonho cantando ao som da Bethania, "se Deus quiser...". Mas agora ja' nao tanto, embora continue a espera daquele "eterno domingo"!
Um beijo.

A Chuva de Maria

A Chuva de Maria

Muadiê Maria

Muadiê Maria