25 maio, 2007

Plantão pedagógico

Baixinha, branca,
os brincos eram duas bolas
de oncinhas,

o cinto de oncinhas,
a sandália de oncinhas

e duas pulseiras de plástico,
de oncinhas,
uma em cada braço.

O que ela quer mesmo
é que o filho coloque
os pingos nos is
e o ponto final nas frases.

Martha

6 comentários:

Laura disse...

Diz pra ela pegar as pintas da onça e dar pro menino colocar nos is e no final das frases!
E tenho dito!

laura disse...

A laura acima não sou eu :)
bonito seu poema, surpreende no final. Bjs Lauta

Carol Montone disse...

É as onças são bravas e autritárias ....mas as veze sos is nem tem pingos..né querida...irreverente e bonito o poema ....
bjs
Carol Montone

LIRIS LETIERES disse...

conheço mãesoncinhas em meio a Girassóis de fogo.
Minhas reticências pra ela, nada de pingos nos is e pontos finais.
A frase mesmo é curta:
- Morda o rabo, D. onça!

Lilia disse...

E as mães onçam pensam que esta é a grande tarefa: ensinar a por pingos nos is.
Não sabem que há pingos em outras direções!
Reticente (... como Liris),
liliA

Jane Malaquias disse...

Minha mãe colocava uma chinela do lado do dever de casa, ai de mim, aprendi a odiar deveres de casa.

A Chuva de Maria

A Chuva de Maria

Muadiê Maria

Muadiê Maria