28 maio, 2007

O poeta aos sete anos de idade

Antigos amantes
São como bolhas
Voláteis
No estágio preparam o sono
Ao sabor da lembrança infiel
Transformados em semáforos
A indicar futuros amantes
Estes sim
Eternos
Enquanto pura futuridade.

Antigos amantes
São como incômodos insetos
Prontos sempre
A exercer seus direitos de fantasmas.
Telefonam ainda
Como antigamente
Quando para ti
É apenas alta madrugada
E antes o que era tua voz mais macia
É voz ainda no porão da garganta.

Judith Grossmann

Um comentário:

Mônica Montone disse...

Direitos de fantasmas é óóóóótimo, Martha, kkkk

beijos, linda e boa semana

MM

A Chuva de Maria

A Chuva de Maria

Muadiê Maria

Muadiê Maria