08 abril, 2007

Hoje, 8 de abril, Alberto faz 66 anos.

Desejo Amor para Alberto.
Amor e Vida Longa (e Mansa) pra este
imenso, intenso, inteligente e comovente
poeta brasileiro.


Canto dos emigrantes

Com seus pássaros
ou a lembrança de seus pássaros,
com seus filhos
ou a lembrança de seus filhos,
com seu povo
ou a lembrança de seu povo,
todos emigram.

De uma quadra a outra
do tempo,
de uma praia a outra
do Atlântico,
de uma serra a outra
das cordilheiras,
todos emigram.

Para o corpo de Berenice
ou o coração de Wall Street,
para o último templo
ou a primeira dose de tóxico,
para dentro de si
ou para todos, para sempre
todos emigram.

Alberto da Cunha Melo

12 comentários:

Nelson Ngungu Rossano disse...

Parabéns ao autor e voçê Maria por nos presentiar com tão marailhoso poema.

No final das contas, somos ou já fomos todos emigrantes e imigrantes

Kandandu Grande

elsa nyny disse...

Olá!
Passei por cá!!
Gostei!!

Tudo de bom!
:)

Fred Neumann disse...

Bela descoberta que você me proporcionou, Martha!
Grande Alberto!

um abraço,

Fred

Leila Lopes disse...

Oi Maria,
grata pela presença na minha janela. Sim, de lá, todas as fotos são minhas.
Nesse moemento, curto um belo passeio por aqui!
Beijos.

Cristiano Contreiras disse...

Ótimo espaço, me delicio aqui. abraços

RAINHA MAB disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
RAINHA MAB disse...

Eu, que imigro prá dentro de mim mesma, faço o que, se nem visto de turista tenho que dirá o de permanência...

laura disse...

bonito poema.
bjs querida,
e parabéns ao poeta, né?

Helder Hortta disse...

vida longuissima a ALBERTO, longa e fertil. e a nós também, para podermos ler o que ele escreve.
Parabens a você também por esta homenagem ao poeta.

Mani disse...

Querida, quem é esse??? Pela mãe do guarda, amei, amei!

Verônica Aroucha disse...

Martha, cativante lembrança, para o nosso poeta imortal. Que nossos carinhos, lhe afaguem os ares de sonhos e sorrisos.
Parabéns, amiga!
Verônica Aroucha

Priscila disse...

Esse poema foi musicado pelo Cordel do fogo encantado. Eu não sabia que era uma poema, muito bonito. O nome da música é o mesmo do poema para quem quiser ouvir.

A Chuva de Maria

A Chuva de Maria

Muadiê Maria

Muadiê Maria