06 janeiro, 2007

Da série: Confidências

Louca, perdi de novo o prazo da monografia, só o amor me salva, plantar as rosas-menina, resfriado, boneca do livro jogada no chão do quarto, pilhas de livros, pilhas de papéis, voltar a trabalhar em algo que pensava nunca mais, falta de força, força, dinheiro, perdi de novo o prazo da monografia, cultivar o amor, cuidar feito flor, só o amor me salva, almoço com amigos no sábado, o corpo quente dele, ver e sentir a beleza de minha filha crescer, ler o livro de Clarice, perdi de novo o prazo da monografia, jogar o jogo do contente , sonhar com amigo cantando, passear com os cachorros, andar na praia, mergulhar, perdi de novo o prazo da monografia, as formigas dominando a casa, matar os pulgões tão resistentes, cuidar do pai, cuidar da mãe, a boneca do livro jogada no chão do quarto, cuidar da coluna, botar no lugar pra voltar a dançar, só o amor me salva.


Martha

12 comentários:

Verônica Aroucha disse...

Lindo!
Valeu perder o prazo da monografia. A boneca do livro encheu-se de poesias e brincou com a menina, com as flores e os cachorros. Reparou o movimento da casa e, linda boneca está crescendo... serão seus cabelos levados pelos montes,;será imensa e bela na aparência de um livro predileto de cabiceira.
Abraço grande,
Verônica

Sílvia Câmara disse...

Tá bom que você perdeu o prazo e tá sem coragem, mas faça uma forcinha, vá!!! O amor salva!!!
Quero ver o livro.
bjo grande.
P.S. Adorei a borboleta de Clarice postada no meu blog.

Conceição Pazzola disse...

Martha, Como te entendo, amiga. Concordo com Veronica,
a boneca do livro -o original- um dia vai voltar para
a mesa para que voce o termine, a monografia será
terminada, pois, como diz a cancao: tudo tem o seu
tempo certo, tempo para amar, tempo para viver.
Grande abraco,

Conceicao.

Mani disse...

Eu cuido da coluna...já perdi todos os prazos de monografia que me deram, e só a poesia me salva!!!
beijos!!!

Fred Neumann disse...

Oi, cara Martha,

Isso é que é transformar algo ruim em beleza.
Cuidado conosco, leitores de seu blog, pois começaremos a pedir que você nunca mais termine uma monografia, se for para o bem da arte, hehehe!

Monobeijos,

Fred

RAINHA MAB disse...

Ligeiro com esse livro, Maria! Anda! Avia! Será o Benedito?
Quer ir prá lá escrever? Quando quiser ir é só me dizer, tá? Lhe agaranto que só vai ter você lá e os passarinho. Ah, a mangueira tá pejada de manga.

Laura disse...

A monografia foi quem perdeu o próprio prazo!
As poligrafias são muito mais interessantes , assim como tudo aquilo que foi vivido!
SIM a Maria Muadié e suas poligrafias , poligâmias, poliândrias, polifônias, policromias, polimetrias,polimorfias...!
VIVA A PLURALIDADE!
Te amos!
Laura.

Laura disse...

Que lindo texto.
Que bom que o amor te salva.
Ai, monografias... para que monografias? eu não suporto monografias.
Bjs laura

RAINHA MAB disse...

Vai no show?

Mônica Montone disse...

Amor por você mesma, certo?

Penso que só esse nos salva: o amor por nós mesmos, por nossos defeitos e virtudes ;o)

beijos, querida

MM

ps: de tudo, o mais importante é voltar a dançar, rs*.... AMO!

fale com ela disse...

Que lindeza perder um prazo assim...

Anônimo disse...

Menina!

A monografia é apenas um detalhe em sua vida! Amei! Muito lindo mesmo.
Abração saudoso,

Débora Júlia (Tá lembrada?)

A Chuva de Maria

A Chuva de Maria

Muadiê Maria

Muadiê Maria