24 julho, 2010

Tudo começou assim:
comendo cigarrinhos de chocolate. Nas longas horas viajando para Ubaíra, era um dos lanches preferidos. Minha mãe recomendava para jamais aceitar de estranhos, poderiam estar com sonífero, o que me levaria a nocaute.
Depois, comecei a usar drogas mais pesadas:

sim, eu fumava sylvapen! Abria essa maravilhosa caixinha de plástico, escolhia um, acendia a ponta e...fumava.
A tendência era piorar:comecei a fumar papel do saco do pão da padaria de seu Modesto. Agora sim, fumaça de verdade para pôr na boca!
Aí lenhou, eu e Márcia passamos a pegar cigarros de Jane e fumar escondido na janela. E depois, passei a roubar Minister de tia Lúcia e fumar, e depois passei a comprar carteira, e depois, e depois...
O fato é que adoro fumar, como diz meu amigo Soto Maior, descendente de índio, africano e árabe, é atávico! Deixei de fumar em dezembro de 92, quando, grávida de Bia e ainda sem saber, enjoava muito e tudo. Passava mal quando fumava um cigarrinho.
Mas, até hoje, eu acho delicioso fumar. Ô vontade de fazer uma fumacinha...

Martha

9 comentários:

Gerana Damulakis disse...

Também acho uma delícia.

Leca disse...

Maria Muadiê...
eu sempre gostei desses cigarrinhos de chocolate...
e essas canetinhas coloridas...
um luxo...
Nunca fumei sacola não...
mas no sítio adorava pegar um cigarrinho de palha...
ainda gosto...de vez em quando...eu não perdôo...e fumo um...
Beijos
Gostei daqui

Leca

Bernardo Guimarães disse...

martha:
dia 20 de agosto próximo, completo 10 anos sem fumar; gosto tanto do troço que, de meia em meia hora ( era mais ou menos o intervalo entre um e outro ) ainda sinto FORTEMENTE vontade de fumar. me pego com desejos de voltar. não fossem os charutos, eu voltava ( rs...)

KImdaMagna disse...

....sempre um prazer e alegria " escutar você".
...duvido que possa encontrar alguém que não tenha vivenciado o " fumar".Do cigarro ao gazes do escape ( automóvel) somos todos fumadores,rs,rs...

a propósito da mensagem para a lusofonia:

Conjunto de vocábulos que sendo primariamente do género masculino simbolizam ambos os sexos em situação de comunicação.
Mensagens estereotipadas e discriminatórias de ambos os géneros com base em convenções pré-estabelecidas pela cultura e que nada têm a ver com condicionalismos biológicos intrínsecos aos seres humanos.

O MASCULINO AO SERVIÇO DA REPRESENTAÇÃO DE AMBOS OS GÉNEROS
• Na língua portuguesa, os nomes têm dois géneros: o masculino e o feminino.
• No âmbito da Linguagem Sexista, as preocupações centram-se apenas nos vocábulos que nomeiam os seres humanos, discriminando-os.
• Neste sentido, não nos preocupa se vidro é masculino, caderno também, hipopótomo igualmente. Nestes vocábulos não se omite, nem maltrata um “sexo” em favor do outro.

A linguagem sexista efectiva-se...
Na classe gramatical dos NOMES (ou substantivos) e em outros vocábulos com que fazem concordância (artigos, pronomes, adjectivos).
Em expressões impregnadas de estereótipos, desigualdades, desrespeito, inverdades científicas, preconceitos, no que diz respeito a mulheres e homens.

Exemplos são às centenas, menciono só este:
"Ao ver 5 cadelas e 1 cão direi sempre os cães".

Xaxuaxo

Chorik disse...

Lembrou-me de duas coisas boas e uma horrível. Os cigarrinhos de chocolate são de uma época que fumar era puro glamour. Já parou para prestar atenção na embalagem? Mais politicamente incorreto impossível. rs
E sylvapen era uma delícia de por a tampinha na boca e fazê-la grudar na língua.

No mais, já sabe o que aconteceu comigo.

Bj

Edu O. disse...

Eu também acho gostoso o ato, o gesto, o clima, nem tanto o sabor, a própria fumaça. A atitude é uma delícia, mas também enjoei de fumar, o corpo começou a recusar e nem fiquei grávido.

Marcus Gusmão disse...

Dessas fases aí, passei um tempão na do papel de pão mas me lembro vagamente.

Cosmunicando disse...

totalmente identificada com seu post, rsrs... ah, parei na gravidez e na amamentação todinha, depois voltei e fumo até hoje.
Eita vício danado... tsc tsc
beijo

Lisarda disse...

Oi, María, é a primeira vez que te visito.
Incrível ver aquí uma caixinha de sylvapen, como na minha infancia.
Obrigado pela imagem, truxo-me lembrançãs.

Acho que um placer superior é fumar em cachimbo.
Saludos.

A Chuva de Maria

A Chuva de Maria

Muadiê Maria

Muadiê Maria