24 março, 2009

Sobre Bernardo

Fiquei pensando com meus botões: e sobre Bernardo, quem vai falar? É que depois do encontro dos que nunca se viram mas sempre se leram, o doutor escreveu uma série chamada: Sobre cada um. E sabem o que ele provou? Que os que nunca se viram sempre se amaram.

Quando o vi, reconheci de imediato, e não por estar ao lado de Maria, mas porque Bernardo tem a cara dele mesmo, intenso, sincero, ligado nas pessoas. Traz ao seu lado uma mulher de verdade, a Vera, bela, alegre, com um sorriso imenso. E no coração dá pra ver de longe, vem a netinha Iara.

(Bernardo, muitas vezes tentei aprender com meu pai a assoviar o apito do navio usando as mãos...não consegui, mas prometo que no dia 31, vou fazer de tudo pra não ficar triste, e se eu estiver forte, vou até o mar carregar água com as mãos em concha.)

O doutor escreve muito bem, tem um texto envolvente e sensível. Bernardo tem um olhar atento e firme, é companheiro e generoso, distribuiu elogios pra todo lado. Se fosse uma cor, acho que seria azul e como estou otimista hoje, penso que ele é um médico do futuro, isso mesmo, no futuro os médicos serão tipo Bernardo: inteligentes, sensíveis, companheiros e, pelo menos muitas vezes, bem-humorados.

8 comentários:

Bernardo Guimarães disse...

martha:
dois acertos:
1º eu SOU azul;tudo meu tem de ter azul;certa vez fui às compras e trouxe seis camisas; em casa minha mãe descobriu: TODAS azuis.
2º vera,com aquele sorriso enorme,foi quem me fez azul.
o resto,é pura generosidade sua.
beijo.

Nilson disse...

Faltava mesmo o perfil do perfilado. E foi na mosca: Bernardo é azul!

Renata Belmonte disse...

Que fofa! E que fofo é esse meu primo azul! Já tem lugar cativo no meu coração!
Bjs

maria guimarães sampaio disse...

Primo... primo! você está muito modesto: "o resto,é pura generosidade sua". Né nada! é tudo verdade.
Lembra do cumprimento de minha mãe com seu pai? Ela dizia: "Olá Pirulito! como vai o seu peru? está vermelho ou está azul?"
Claro, seu pai apenas dava um sorriso resmungante como resposta.
Inovei, respondi a escrevinhadora Martha me dirigindo ao escrevinhado Bernardo.
Viva, Martha! Valeu. Muito linda sua escrita para Bernardo.

aeronauta disse...

Lindo texto-poema sobre a alma e esse sorrigo largo de Bernardo. Ah, se todos os médicos fossem iguais a ele...

Chorik disse...

Excelente ideia Martha, o doutor é muito modesto para se exibir. Sorte nossa termos Maria, alcaguetando tudinho. Eita que isso aqui tá muito bom!
Ah! e o que escrevi lá é pura verdade, né não? Pois então.
Abraços

maria guimarães sampaio disse...

Aqui de novo, agora preocupada porque lá na chamada do blog está escrito "Socorro".
Mande notícias urgentes!!

Janaina Amado disse...

Adorei isso do Bernardo ser azul (Bernardo, ser azul). Ele me parece também ter um ótimo humor!

A Chuva de Maria

A Chuva de Maria

Muadiê Maria

Muadiê Maria