28 fevereiro, 2009
















Tagore

Do amor

Por muitas noites e luas
em uma garrafa de náufrago
deslizou nas águas do rio
a promessa que lhe faço.

Você respondeu com música
batendo forte os pés no chão.
Você quer leitura
na palma da minha mão.

Cantei em sua língua cigana
É pela cintura, rapaz,
que você deve me enlaçar
nessa dança.

Cigano,
será contra o vento
se acontecer à beira do mar.

E se for à beira
do precipício do mundo
será tontura e estrelas
o céu de suas palavras.

No abraço,
escutarei em meu peito
a desordem do seu coração.

Um desgoverno danado
Em meu peito,
dois pandeiros
E a porta aberta pro sul.

Martha

12 comentários:

maria guimarães sampaio disse...

poderia ficar calada, mas tenho de repetir: gosto muito de seus poemas.

romério disse...

martha:
muito bom.
romério

M. disse...

Encantada estou, Matha, com seu lirismo. Beijos. M.

aeronauta disse...

Poesia que encanta!

Nilson disse...

Adorei "a porta aberta pro sul". Também gosto muito dos seus poemas. Tô pensando em 'roubar' esse, lá pro Blag. Posso?

aeronauta disse...

Martha, o mundo cigano de seu poema ficou tão forte em meu inconsciente que resultei roubando essa imagem poética para chamar, clamar, pelo universo.

Janaina Amado disse...

Martha -
Este poema é belíssimo, ao meu gosto ainda melhor e mais alto que os outros. Adorei. Parabéns, parabéns, parabéns.
(PS - E agora entendi o post de aeronauta, vou lá dizer isso a ela, rs)

. fina flor . disse...

amores ciganos são perigosos, mas deliciosos....

beijos, querida e boa semana

MM.

Ana Souza disse...

Amei o poema leve, simples, como toda palavra sã deve ser.Beijo lindinha.

Salve Jorge disse...

Isso sim é amor
Amor carmim
Sem fim
Sim senhor
De louvor
E ardor
E tenho pra mim
Que é o mais belo sim
E o de mais vasta cor...

MARIAESCREVINHADORA disse...

Belo poema, sábias palavras!

Diana Pilatti disse...

Martha, seus poemas são um mar de impressões, de sons e de imagens... "a desordem do coração" é simplesmente lindo! parabéns!

A Chuva de Maria

A Chuva de Maria

Muadiê Maria

Muadiê Maria