30 agosto, 2008


Estou bruta estes dias
sem o verniz
do sentido

estou até mais bonita.
A correnteza passando rápida
por dentro de mim.

Por vezes não dou pé
e perco a respiração.
Arrodeio pra chegar ao fim.

Martha

6 comentários:

MARIAESCREVINHADORA disse...

Belo poema, Marthinha.
Adoro todos.
Beijos,

Conceição

Ramon de Alencar disse...

...
-Adorei a primeira estrofe...
sem verniz, sem adorno, a beleza no seu estado bruto...

FINA FLOR disse...

que lindo, isso, nossa!

tô num momento muito parecido, ameeeei.

beijos saudosos

MM.

>>> talvez eu me apresente em Salvador, te falo

Nilson disse...

Legal. Dá pra sentir a correnteza!

KimdaMagna disse...

DE VIVER esse seu Dito,... Muadi..

@nA Dundes disse...

nossa! que bonito isso!

A Chuva de Maria

A Chuva de Maria

Muadiê Maria

Muadiê Maria