11 junho, 2007

A greve acabou













Restaram:

um apito cor de rosa e um lilás

uma certa desolação

sangue correndo nas veias












Cotidiano:
da cumeeira
do edifício
de sonho
no derradeiro suplício
me
jo
ga
rei
- de cabeça –
no balde
de realidade.
Es pa ti farei-me
na queda
espalharei-me
pelas bordas.

Martha Galrão

10 comentários:

Fátima disse...

Oi, Martha:
não pensei que uma greve pudesse render um texto tão lindo.
Parabéns.
Seu texto já está lá no Histórias de Professores.
Obrigada e beijos.

Ana F. disse...

Pena que minha passagem pelo sarau foi tão relâmpago, né? Queria ter ficado mais, mas não deu. Como terminou?
Seus poemas são lindos! Adorei tudo! Um beijo grande.

Ingrid disse...

Belo!!!!!!!!!!Nas entrelinhas, sempre Martha! Viva!

beijos

LIRIS LETIERES disse...

Bravo Bela! Bravíssimo!

Bosco Sobreira disse...

Gostei muito, mas muito mesmo da construção do poema. Você tem me dado momentos de uma poesia renovada. Isso é bom nesse tempo de tantos poetas e pouca poesia.
Um beijo afetuoso.

Mani disse...

Depois de greve e festa de aniversário sempre sobram apitos...

denise disse...

Martha, pulando de blog em blog, vim parar aqui... que lindo, estou emocionada.
Gostei de lhe conhecer novamente.
Esse blog é mesmo você.
Beijos,
Denise.

Maria Muadié disse...

Denise, se você voltar aqui e ler esta mensagem, por favor, me diga de onde te conheço. Fiquei doidinha pra saber quais das minhas queridas Denises você é.
Um beijo
Martha

MARIAESCREVINHADORA disse...

Lindo, Martha querida.
Sinto cheiro de frustração no ar...
Beijo,

Conceição

Aline Paim disse...

Lembrei-me dos meus dois apitos: um branco e um azul. Um no carro, solitário no painel e o outro perdido dentro da minha bolsa, rodeado de todos os papéis do meu cotidiano. Meu filho ainda apita e me recorda os momentos de integração, conscientização e reflexão, esses não se perdem jamais! E também as pessoas surpreendentes que descobrimos nesses encontros e você é uma delas!

A Chuva de Maria

A Chuva de Maria

Muadiê Maria

Muadiê Maria