29 novembro, 2006

Laura e Álvaro

foto: Márcia













Coração Habitado


Aqui estão as mãos.

São os mais belos sinais da terra.
Os anjos nascem aqui:
frescos, matinais, quase de orvalho,
de coração alegre e povoado.

Ponho nelas a minha boca,
respiro o sangue, o seu rumor branco,

aqueço-as por dentro, abandonadas
nas minhas, as pequenas mãos do mundo.

Alguns pensam que são as mãos de deus
- eu sei que são as mãos de um homem,
trémulas barcaças onde a água,
a tristeza e as quatro estações
penetram, indiferentemente.

Não lhes toquem: são amor e bondade.
Mais ainda: cheiram a madressilva.
São o primeiro homem, a primeira mulher.
E amanhece.

Eugénio de Andrade

10 comentários:

Luiza Castro disse...

Quando é mesmo que a senhorita vai escrever o primeiro livro? ...rs!

MÁRCIA disse...

Em semana de bodas, este é um presente belo.

Para pessoas especiais, alianças da vida.

Beijo para o casal.

Valeu Martha!

Witchie disse...

Este poema foi dito no meu casamento por uma pessoa muito especial para mim. Lê-lo aqui me lembrou...

Obrigada pela visita aos meus pássaros de papel *

Laura disse...

Não tenho palavras , no meu parco vocabulário, para expressar a emoção que me invadiu!
Choro, lágrimas de muitos sentimentos misturados, estranhos , como a vida é!
Linda a foto , lindo o poema , mais lindo de tudo a composição , pela compositora!
Estamos todos casados, pra toda a eternidade, pois sei que sempre estaremos juntos!
TODOS NÓS.
Beijos salgados,
Amo vocês pra sempre!

Mônica Montone disse...

Que lindo esse poema do Eugénio!!!!!

Engraçado, no meu post de hoje eu falei sobre o amor, mas não ousei falar das mãos....

beijos, querida

MM

Anônimo disse...

Puro amor!
...amo vocês,
sempre de mãos dadas,
Olavo.

Anônimo disse...

Que dia é o niver ?
Homenagem bonita. !!!

Bernardo

Ediney Santana disse...

Essa imagem é tão senxual, nada me deixa mais provocante a meus olhos do que colo de uma lida mulher, porque todo mistério femino está nos seios.
Seios que alimenta, que dá prazer, que me dá fome de carne,
seios que me faz a mim ser carnívoro, adoro seios, língua nos seios, principalente mulheres que sabem da-se pelos seios

looking4good disse...

Que bom encontrar aqui um poema de um dos meus autores preferidos. Gostei muito do seu espaço.

Anônimo disse...

Lindo, parabens pela escolha!

A Chuva de Maria

A Chuva de Maria

Muadiê Maria

Muadiê Maria