20 outubro, 2011



Nasci na maré de março.
E um dia, na praia da Pituba,
as ondas estavam bravíssimas e altas.
Feito um bicho, veio a maior de todas,
as pessoas saíram correndo da água.
Ficamos apenas eu e meu pai. Juro que é verdade.
Só nós dois no mar, em frente aquela onda gigantesca.

M.

3 comentários:

Bípede Falante disse...

Haja oceano humano!
beijos :)

Lidi disse...

Eu acredito, Martha.
Belo poema. Bjs

Chorik disse...

Imagem bonita essa. A confiança da filha no pai. A aliança eterna.

A Chuva de Maria

A Chuva de Maria

Muadiê Maria

Muadiê Maria