12 janeiro, 2011

Fiz minha casa no teu cangote





Não há neste mundo o que me bote
Pra sair daqui


Te pego sorrindo num pensamento
Faz graça de onde fiz meu achego, meu alento
E nem ligo
Como pode, no silêncio, tudo se explicar?!


Vagarosa, me espreguiço
E o que sinto, feito bocejo, vai pegar

Fiz minha casa no teu cangote
Não há neste mundo o que me bote
Pra sair daqui

Composição: Céu


4 comentários:

Abrantes disse...

Amo amar você.

LIRIS LETIERES disse...

Vixe...fiquei feliz de arrepiar!
Amor dos bons!
Amém.

Bernardo Guimarães disse...

linda fotostória!

Daíse disse...

Muito legal!!!
Adorei!!!
Bjo!
Criatividade a 1000!!!

A Chuva de Maria

A Chuva de Maria

Muadiê Maria

Muadiê Maria