09 outubro, 2010


Há dias eu sonho com esse feriadão. Na empresa onde trabalho, esse é o primeiro feriado prolongado concedido nesse ano. Nas outras vezes, a segunda não foi enforcada.
E então eu imaginei quatro dias só de descanso e esperanças. Mas a vida é todo tempo fora de controle, exigente de muita coragem. Não está nem aí para firulas e leveza. Adora dar um tapa na cara.
Ontem, na hora de dormir, o telefone tocou insistentemente pra me dar uma notícia horrível, tristíssima e irrevogável. Meu primo querido, José Fernando, Zé, foi assassinado dentro de sua casa.

M.

7 comentários:

Chorik disse...

Meus sentimentos, Martha.

aeronauta disse...

Menina, que coisa terrível!
Que Deus dê muita força a toda a sua família. Bjos.
Ligarei pra você.

Ana Cecília disse...

Martha, que tristeza!
que Deus lhes dê muita força, sim.
Que dias são estes que estamos vivendo?!
abraço bem grande pra você,

Nilson disse...

Oi, Martha, como essas coisas estão se banalizando, e como isso nos assusta. Um abraço pra vc e pra todos. Força!

Edu O. disse...

Oh Martha, que tristeza!

Gerana Damulakis disse...

O acaso assustador. Terrível, Martha.

M. disse...

Martha, meu abraço.

A Chuva de Maria

A Chuva de Maria

Muadiê Maria

Muadiê Maria