19 setembro, 2010


Código

Cifra de dores: memória.
Carne pisada, repisada,
roxa de tanto.
Memória cifra de antídotos:
duplos de dores, gozos.
Cifra de gozos: memória.
Carne tocada, retocada,
rubra de tanto.
Tamanha carne para tudo
que se imprime.

Nilson Galvão

4 comentários:

Bípede Falante disse...

Defitivamente um poema que marca a minha carne.

Fernand's disse...

Para tudo que escrevemos a cada dia.

Lindo.
Bjs meus

Gerana Damulakis disse...

E eu tenho mais palavras para a poesia de Nilson? Ele é o máximo. Simples assim.

Giselly Lima disse...

Oi, Martha! Manda as fotos da sua experiência com os sussurradores pra eu postar lá no blog! Bj.

A Chuva de Maria

A Chuva de Maria

Muadiê Maria

Muadiê Maria