27 agosto, 2009










Pablo Aizoiala

Fruta é bom porque tem maciez.
Coloca primeiro os lábios, sente...
depois trava os dentes
docemente, mas com firmeza.

Aí vem o frescor deslizando
mansinho pela língua da gente.
E se tem caroço
se chupa
entre a língua e o céu da boca.

Martha

8 comentários:

Gerana disse...

Que delícia! Sei não, pode ser coisa de minha cabeça, mas tem um sentido sensual...

Chorik disse...

Putz, não é que tive a mesma leitura de Gerana!!!

Bernardo Guimarães disse...

não é outra!
delícia!
vou ali buscar uma fruta...

Nílson disse...

Sensorial, sensual. Vou buscar uma pra mim, também!!!

KImdaMagna disse...

...não está a fruta umbilicalmente ligada ao Éden?
e o Éden não é supremo na sua sensualidade?
então...

xaxuaxo

aeronauta disse...

Puxa, Marta, ando tão cheia de trabalho, sem tempo de acompanhar os blogues. Agora, tive um tempinho e vim aqui. Que poema é esse, mulher? Extremamente erótico, e de uma delicadeza! Como você escreve!

Raiça Bomfim disse...

Fruta é bom...

Eliana Mara Chiossi disse...

Já gosto muito de textos assim, que descrevem sabores e mexem com a gente, que lendo, vai desejando também!

A Chuva de Maria

A Chuva de Maria

Muadiê Maria

Muadiê Maria