08 abril, 2008

Canção Mínima

No mistério do sem-fim
equilibra-se um planeta.

E, no planeta, um jardim,
e, no jardim, um canteiro;
no canteiro uma violeta,

e, sobre ela, o dia inteiro,

entre o planeta e o sem-fim,
a asa de uma borboleta.

Cecília Meireles

3 comentários:

Moacy Cirne disse...

Cecília é uma boa opção para um começo de sábado... Abraços.

Germano V. Xavier disse...

Muadiê, tua mãoque seleciona é cor do teu coração. Eu sinto isso...

Beijos...
Estou sempre por aqui!

Germano
Aparece...

taís almeida disse...

alfazema na lembrança...

A Chuva de Maria

A Chuva de Maria

Muadiê Maria

Muadiê Maria