28 junho, 2007

São João ou A felicidade existe

Salvador, 23 de junho de 2007.

Caros amigos,

acordei com Eduardo chamando no portão: "Dona Maaaarthaaa, ôôôô dona Maaarthaaaa, vai querer fogueira?
Dei um pulo da cama. Coisa muitíssimo rara.
"Vôôôôô..."










As noites dos dias 23 e 24
foram feitas de amendoim cozido,
milho assado, bolo de aimpim, vizinhos,
Filmore, fogueiras, fumaça, fogos e
Criança brincando com Fogo.

















Fotos:Bia






Enquanto isso,
Haroldo em Cruz Das Almas, na Guerra de Espadas






  • Haroldo



  • Segunda, 25,

    minha amiga Jumara disse:
    "Essa Segunda é sem lei!"









    Finalmente,
    bebemos licor de jenipapo e acendemos a fogueira que Eduardo fez.


    Nós e a casa
    hipnotizados pelo fogo.





































































    Escute a trilha sonora: O Amor é Filme - Lirinha
    Um beijo,
    Martha

    14 comentários:

    Laura disse...

    Martha, citei vc no blog hoje, vai chover gente aqui, coloque um poema.:) vá ver porque.
    bjs Laura

    Campêlo disse...

    Viva São João!

    MARIAESCREVINHADORA disse...

    As fotos dizem tudo, Martha.
    O calor da fogueira não é maior que o calor humano que transpira com tanta força que nos contagia.
    Beijo,

    Conceição

    Sílvia Câmara disse...

    Fogueira de São João lembra meu pai.
    A gente assava milho, batata-doce...
    A felicidade existe sim! E quando éramos pequenos, adolescentes, até, ele não passava uma noite de S.João sem fogueira.
    Sábado teve fogueira no céu.
    um beijo

    Nanda disse...

    Martha,
    em Aracaju a felicidade é isso, pode crer!
    São João daqui é diferente, não conhecia assim! Tão bonito o gosto das pessoas pelos festejos, que são tantos e tantos! E parece que não acabam tão já.
    Pela primeira vez achei beleza na cidade, vê só!

    Anônimo disse...

    Eu estava lá!
    Foi ótimo. Adoro fogueira, o calorsinho.
    Ano que vem tem mais?
    Hehe.
    Pri

    Verônica Aroucha disse...

    A Felicidade existe assim...todos juntos, bolo, milho, lembranças e saudades!
    Beijão, querida, e muito brilho, sempre.
    Verônica

    Aline disse...

    Marthinha!!! Ah, que saudade da fogueira, do quentão!!!

    Beijos!

    LIRIS LETIERES disse...

    VIVAAAAAAAAAAA!!!!!!!!!!!!!!!

    Anônimo disse...

    POETA MARTHA, linda a fogueira, também gosto de São João. Abraços da fã e amiga, POETA PONTE

    Koluki disse...

    Lindo, lindo!
    Quente, quente!
    Calor da fogueira, calor humano, calor da felicidade... que, sim, existe nesses momentos!
    Como eu gostaria de poder ter estado ao lado dessa fogueira, partilhando o milho, a ginguba (amendoim), o bolo, o licor e os risos...

    inominável disse...

    para que queres o meu nome??? é só um nome...

    inominável disse...

    eh eh eh olha, respondi-te lá... podes adivinhar uma parte... dizes-me uma coisa? és escritora profissional? é que eu gosto muito do que escreves e fiquei a pensar...

    Ingrid disse...

    Que vontade que deu de estar aiiiiiiiiiiii, tem coisa melhor no mundo não...

    beijos

    A Chuva de Maria

    A Chuva de Maria

    Muadiê Maria

    Muadiê Maria