07 maio, 2007

da série: confidências

vizinho novo na varanda






























Fotos: Haroldo

16 comentários:

LIRIS LETIERES disse...

Sei não...
mas me parece vizinho de poucos amigos.
DÊ MEUS CUMPRIMENTOS AO DITO, POR VIAS DAS DÚVIDAS.
BJS,
Liris Invocada Letieres

gustavo de castro disse...

gostei muito de uma sensibilidade tocante que vc tem... algo mágico, místico, sensual, sei lá... belo trabalho.

gostaria de te apresentar o meu trabalho... www.razaopoesia.zip.net

sim, também sou poeta. abç, gustavo.

Tânia disse...

O olhar poético do fotógrafo sobre o perigoso vizinho novo o torna quase inofensivo. E belo!

Aline disse...

Casamento perfeito:

a poeta das imagens e o fotógrafo das palavras!!!

Sensibilidade é o que não falta em casa, hein, Martha!

Demais!

Beijos!

Ingrid Littmann disse...

Martha,

Essas fotos estão simplesmente barbaras,ele arrasou!!!!!!!!

Venha me visitar quando puder, estou voltando aos poucos.

beijos

Luiza Castro disse...

Ai... nem te conto uma que me apareceu do lado da cama... enoooooooorme.... tomei pavor! ...rs! Como andas?

MARIAESCREVINHADORA disse...

Marimbondo vizinho é encosto, ferroada à vista.
É hora de enrolar jornal velho, enrolar como funil e acender. Embaixo do vizinho indesejável, claro.
Belas fotos, Martha.
Beijo,

Conceição.

Campêlo disse...

Viva a coexist~encia pacífica. Como diria o poeta transgressor, "vamos abrir as janelas para que entrem todos os insetos (Fuga nº 2)".
Clovinho Campêlo

RAINHA MAB disse...

LOUCA!

VC É UMA FIGURA!

É uma honra ter você por lá, menina!

( se não bulir com o vizinho ele não bole com você )

Mônica Montone disse...

Ai que medo, rs*.....

beijos, linda

MM

Carol Montone disse...

nossa...quantos seres hão nos vãos....adorei o poema tb...palavras.....são como pedras...constroem, soterram e até matam....li isso um dia...
beijos querida e obrigada pelas lindas citações com as quais me presenteia no Céu sempre tá..
Carol Montone

Raiça Bomfim disse...

Tenho uns vizinhos desses por cá também. Vizinhança meio mal-encarada, mas...

Pensei que ia te encontrar ontem no projeto Na boca da Noite. Pena.

Beijo.

Sílvia Câmara disse...

Não tivesse essa criatura escolhido ser teu/tua vizinho(a), jamais estaria eternizada em poesia.
Lindas fotos. Título certeiro.
Bombou novamente, Poeta!

Jota Effe Esse disse...

Cuidado com o vizinho, ou melhor, com o ferrão do visinho, são três dias com febre e dor de cabeça. No mais ele é um bom menino que espanta insetos mais nocivos. Beijos.

inominável disse...

quem me dera ter vizinhos tão inócuos....

Campêlo disse...

Se os vizinhos não são tão inócuos, observe-os de binóculos...
Gosto demais de vir aqui...
Clóvis

A Chuva de Maria

A Chuva de Maria

Muadiê Maria

Muadiê Maria