09 dezembro, 2009

Hospitalidade

Irmão,
a noite cai no caminho
da tua viagem.
Ofereço-te meu fogo
e meu lar.
Longa é a noite
na ronda de mabecos
e chacais.
Entra, chega-te
à fogueira
trazendo a paz
no pó dos teus pés
sendeiros
e abraça a paz
da minha oferta.
Sobre o luando
a partilha
do que nos dão
os Deuses:
fundji bombó
feijão d’óleo de palma
kissângua
de refrescar a alma
frutas suculentas
coloridas
sape-sape gajajas
mangas
maboques pitangas.
Depois...
dançaremos roda
nos olhos quentes
da noite
à fogueira
do ritmo muxima
dos tambores
e das palmas cadentes
das mulheres
a dançar
o semba desejo
do corpo másculo
homem sendeiro
a desejar
o mistério quente
sumaúma do amor
e do corpo húmido
de uma mulher...

Namibiano Ferreira

6 comentários:

Diz disse...

Que bonito este poema!
Martha, q bom que ficou feliz- eu adoro sua escrita- tudo poesia- até o que vem como prosa- pq vc é bonita demais. Bjs Laura

Gerana Damulakis disse...

Muito bom. Adorei conhecer.

Mariana Botelho disse...

que lindo!

NAMIBIANO FERREIRA disse...

Ganho o livro e ainda o direito a umm postagem.
Obrigado!
Kandandu

Gerana Damulakis disse...

Martha: convite para lançamento do livro Lendas Africanas no Leitora.

Nydia Bonetti disse...

Martha

Conheci o poeta Namibiano há pouco, e estou ainda "babando" com a poesia dele. Esta por exemplo, é lindíssima.

Abraços!

A Chuva de Maria

A Chuva de Maria

Muadiê Maria

Muadiê Maria