08 setembro, 2006

Duas andorinhas sozinhas fazendo verão.

Um comentário:

Campêlo disse...

O blog tem a sua cara, Martha, muito embora eu nunca lhe tenha visto. É aquela história: nunca te vi, sempre te amei! Amei a tua solidão, profundamente humana; amei a tua alegria, tipicamente baiana; enfim, amei o que pude ver nas mal traçadas linhas e nas entrelinhas. E aí me veio uma saudade do futuro, do que ainda há de vir.
Fico feliz em te ter conhecido, embora ainda não tenha te visto.
Mas, sinceramente, já foi o suficiente: você é uma pessoa muito especial.
Abraços pernambucanos
Clóvis Campêlo

A Chuva de Maria

A Chuva de Maria

Muadiê Maria

Muadiê Maria